Desabafo de Uma Mulher Moderna

4.10.11 •♥ Sra. N ♥• 22 Comments

Pena só ter encontrado esse texto hoje, pois ele tem muito em comum com o meu desabafo de ontem no blog.


Não condiz inteiro com a minha realidade, eu não estou no calabouço da solteirice aguda, mas diz respeito ao movimento contrário que muitas mulheres desejam.

Meninas, podem continuar comentando na postagem anterior, vocês não imaginam o quanto me sinto menos sozinha quando descubro que mais de vocês também estão insatisfeitas assim como eu!

PS: Não consegui descobrir a autoria do texto, tem vários sites espalhados na net, se alguém souber de quem é, por favor avise!

Desabafo de uma Mulher Moderna



São 6:30 da manhã...
O despertador canta de galo e eu não tenho forças nem para atirá-lo contra a parede...

Estou tão cansada... não queria ter que trabalhar hoje...

Queria ficar em casa, cozinhando, ouvindo música, cantarolando, até....
Se tivesse filhos, gastaria a manhã brincando com eles, se tivesse cachorro, passeando pelas redondezas... Aquário? Olhando os peixinhos nadarem... Se eu tivesse tempo... gostaria de fazer alongamento...Brigadeiro.

Tudo menos sair da cama e ter que engatar uma primeira e colocar o cérebro pra funcionar. Gostaria de saber quem foi a mentecapta, a infeliz matriz das feministas que teve a estúpida idéia de reivindicar direitos de mulher... queria saber PORQUE ela fez isso conosco, que nascemos depois dela.

Estava tudo tão bom no tempo das nossas avós... elas passavam o dia a bordar, trocar receitas com as amigas, ensinando-se mutuamente segredos de molhos e temperos, de remédios caseiros, lendo bons livros das bibliotecas dos maridos, decorando a casa, podando árvores, plantando flores, colhendo legumes das hortas, educando as crianças, freqüentando saraus, ENFIM, a vida era um grande curso de artesanato, medicina alternativa e culinária.

Aí vem uma fulaninha qualquer que não gostava de sutiã nem tão pouco de espartilho, e contamina várias outras rebeldes inconseqüentes com idéias mirabolantes sobre 'vamos conquistar o nosso espaço'!!!

Que espaço, minha filha??? Você já tinha a casa inteira, o bairro todo, o mundo aos seus pés.

Detinha o domínio completo sobre os homens, eles dependiam de você para comer, vestir, pra tudo!!!

Que raio de direitos requerer ?

Agora eles estão aí, são homens todos confusos, que não sabem mais que papéis desempenhar na sociedade, fugindo de nós como o diabo foge da cruz.

Essa brincadeira de vocês acabou nos enchendo de deveres, isso sim. E nos lançando no calabouço da solteirice aguda. Antigamente, os casamentos duravam para sempre, tripla jornada era coisa do Bernard do vôlei - e olhe lá, porque naquela época não existia Bernardinho do vôlei.

PORQUE ???..me digam PORQUE um sexo que tinha tudo do bom e do melhor, que só precisava ser frágil, foi se meter a competir com o macharedo?


Olha o tamanho do bíceps deles, e olha o tamanho do nosso. Tava na cara que isso não ia dar certo!!!

Não agüento mais ser obrigada ao ritual diário de fazer escova, maquiar, passar hidratantes, escolher que roupa vestir, e que sapatos combinar, que acessórios usar... tão cansada de ter que disfarçar meu humor , que sair sempre correndo, ficar engarrafada, correr risco de ser assaltada, de morrer atropelada, passar o dia ereta na frente do computador, com o telefone no ouvido, resolvendo problemas que nem são meus!!!

E como se não bastasse, ser fiscalizada e cobrada (até por mim mesma) de estar sempre em forma, sem estrias, depilada, sorridente, cheirosa, com as unhas feitas, sem falar no currículo impecável, recheado de mestrados, doutorados, e especializações (ufffffffffffffffffff!!!!!!!).

Viramos super mulheres e continuamos a ganhar menos do que eles... Não era muito melhor ter ficado fazendo tricô na cadeira de balanço?

CHEGAAAAAAA!!!... eu quero alguém que pague as minhas contas, abra a porta para eu passar, puxe a cadeira para eu sentar, me mande flores com cartões cheios de poesia, faça serenatas na minha janela...ai , meu Deus, já são 7:30, tenho que levantar!...

E tem mais, quero alguém que chegue do trabalho, sente no meu sofá, coloque os pés pra cima e diga 'meu bem, me traz um cafezinho, por favor?', descobri que nasci para servir.

Vocês pensam que eu tô ironizando? Tô falando sério! Estou abdicando do meu posto de mulher moderna.... Troco pelo de Amélia. Alguém se habilita?

22 comentários:

  1. "Gostaria de saber quem foi a mentecapta, a infeliz matriz das feministas que teve a estúpida idéia de reivindicar direitos de mulher... queria saber PORQUE ela fez isso conosco, que nascemos depois dela".
    Também gostaria de saber, viu???
    Beijos.

    Lívia - recemcasadissima.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Oie, adorei seu blog, ja estou seguindo!
    Olha só, tambem quero trocar meu posto de mulher moderna pelo de amelia viu!!

    bjoss

    ResponderExcluir
  3. Oi... eu tenho esse texto colado ao lado da minha mesa do trabalho...hahahaha, junto com alugmas fotos, e algumas imagens que eu adoro. Mas também não sei de quem é.
    Falo sempre pro Leandro que meu prazo de mulher moderna vai expirar antes dos 40. Estou me preparando pra aposentar nova! E seja o que Deus quiser...hehehe.

    ResponderExcluir
  4. A-ME-I

    AMEI AMEI AMEI

    é isso....quem foi retardada que inventou que eu tinha que trabalhar???????????

    esse texto foi feito pra mim....

    as modernas vão criticar...mais amei.

    se vc me permitir...posso postar ele no meu blog tb???

    Bjssssssss

    ResponderExcluir
  5. Olha concordo com vc em número, gênero e grau qto ao post anterior, agora esse texto eu discordo totalmente, acho ele extremamente machista, mesmo sendo supostamente escrito por uma mulher.
    Eu acho q se alguém quer ficar em casa só cuidando do lar, bordando, costurando e limpando é um direito dela, porém hoje nós mulheres temos esse direito, temos o direito da escolha de querer trabalhar fora ou não, querer ter filhos ou não, querer ter uma carreira ou não.
    É claro que cada escolha tem uma consequencia, mas não podemos negar q hj nós fazemos as escolhas pois não temos q ser submissas aos homens.
    Eu tb tenho dia q acordo e não estou afim de trabalhar, pois afinal de conta desde a revolução feminina conquistamos o direito de trabalhar desde q continuemos sendo donas de casa, mãe e mulher e isso nos sobrecarrega sem dúvida, porém eu prefiro mil vezes toda esse sobrecarga q precisa ser urgentemente discutida e ter uma liberdade financeira do q ter q ficar em casa submissa ao marido, pedindo dinheiro pra poder comprar uma sapato, uma bolsa.
    Respeito a escolha de cada uma mas descordo totalmente desse texto q eu acho um tanto alienado para a realidade q as mulheres passaram e qtas sofreram e morreram para que nós hj possamos estudar, frequentar uma faculdade, votar entre outras coisas.
    Bom é a minha opinião.

    bjos
    Maysa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem escolha não minha filha...tem que sair e ralar, pois se ficar em casa nos dias de hoje vai ser rotulada.

      Excluir
  6. ahuauhauha
    amei acho que toda mulher deveria ter um poster desse colado na parede , na geladeira, na agenda...
    beijos
    :)

    ResponderExcluir
  7. Super concordo com vc... e como vc disse no post anterior não é questão de ficar em casa sem fazer nada, pq eu tb se fico assim, chega uma hora q não aguento mais, fico entediada, deprimida rs... mas muitas vezes acordo com o pensamento d como queria ficar em casa, ter mais tempo pra mim, pras minhas coisas, poder ficar mais tempo com o meu filho, preparar aquela receita que estou com vontade mas que nunca faço pq chego em casa tarde e tenho várias outras coisas pra fazer... enfim, tb acho q no tempo das nossas avós era bem melhor....

    bjs

    ResponderExcluir
  8. o texto pode ser alienado para algumas....mas infinitamente eu preferia ser submissa ao meu marido do que ser submissa a um chefe ruim que so quer pisar em vc!!!eu tive alguns chefes que nossa senhora...tanto mulheres como homens! so sair tarde do trabalho, ser cobrada por algo que nao eh culpa sua, nao ter liberdade de falar e de fazer nada....eu como disse em outro coment, tirei esse ano pra mim, minhas ferias...mas isso so foi possivel pelo meu marido ter um bom trabalho com salario suficiente para nos manter nessa vida cara de hoje em dia! e digo, que nao tem coisa mais gostosa do que ficar em casa cuidando pra deixar nosso cantinho gostoso, fazer uma jantinha deliciosa pra esperar ele chegar...nao sirvo a ele, sirvo a nos! pq devemos entender tambem que ele ralou o dia inteiro pra manter a nossa vida e o nosso conforto!
    quero sim trabalhar, mas trabalhar por prazer, e nao por escravidao!
    bjossss

    ResponderExcluir
  9. aiiii perfeitooo... é tudo o que quero ser amelia.... oo vida de dona de casa como é bom.. e as veses quem tem reclama vai entende......
    bjusss texto ótimo realidade de todas as mulheres.. por mais que algumas não aceitem no fundo bem no fundo todas querem uma vida tranquila... ♥♥♥

    ResponderExcluir
  10. Amiga estou uma revolucionaria agora, quero nossos direitos de dona de casa!!
    Vai la no blog que eu fiz um post sobre as responsaveis dessa queima de sutia rs
    Bjo Bjo

    ResponderExcluir
  11. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  12. Também quero saber quem foi a mentecápita!!!!

    Quero ganhar na loteria e ser amélia rica =D

    ResponderExcluir
  13. Já vivi os 2 lados, o de mulher moderna e o de Amélia, os dois são extremos, ainda mais para quem tem 3 filhos...o de mulher moderna era super estressante, corrido,no começo era bom, até que os filhos vieram e ficou cansativo...abandonei e virei Amélia...no começo era as mil maravilhas, deixava a casa um brinco, tudo impecável, mas e a tal da realização ficava onde? Dificil, hoje trabalho meio periodo, cuido da casa no restante e me sinto melhor, pois faço o que gosto e ainda tenho tempo de fazer arteirices.

    Bjão
    Andreia lica

    ResponderExcluir
  14. Eu continuo ameliando por aqui!
    bjs e otima noite!

    ResponderExcluir
  15. Como falei no post anterior,eu adoraria ficar e casa,mas se não trabalho,não tenho meu próprio dinheiro e eu detesto ficar pedindo tudo ao meu marido,não porque ele não me dê,mas porque eu gosto de comprar o que quero,sem ter que dar satisfação,pois mesmo ele sendo bonzinho,sempre vem aquela famosa pergunta:vai fazer o que com este dinheiro?Mas é claro que como toda mulher,eu gostaria de ter mais tempo para mim e minha casa.Mas como não nasci em berço de ouro tenho que trabalhar para realizar meus objetivos,pois aquela história de que o dinheiro não traz felicidade é pura mentira.Claro que o dinheiro não compra tudo,principalmente saúde,amor e dignidade,mas quando ele é ganho honestamente,nos dá uma enorme satisfação.Existe algo mais prazeroso do que poder contribuir para que a família tenha mais conforto?Eu não queimei sutiã,estava alienada pela ditadura militar,não podia expressar minha opinião sobre a política,nem prestava muita atenção nisso,pois tudo era subversão.E quanto a sermos dondocas,tratadas como bonequinhas de luxo,e coisa e tal,não era bem assim.Nem todas as mulheres tinham essa sorte.Muitas eram tratadas pior que bicho.Eram propriedade de seus maridos,e eu mesmo sendo criança e depois adolescente vi muita mulher desabafando com minha mãe que era traída,mas tinha que aceitar,pois os homens eram assim mesmo.Imagine que até bem pouco tempo uma amiga minha não comprava nem um alfinete?o marido dela comprava tudo até suas calcinhas e imaginem só que tipo de calcinhas;daquelas bem feias e de péssima qualidade.E as mulheres já haviam queimado os sutiãs há muito tempo.Antigamente então,não era um mar de rosas,não.As mulheres sempre foram discriminadas,até mesmo pelas próprias mulheres.E ainda é.Mas cada um tem o direito de escolher o que acha melhor para si.

    ResponderExcluir
  16. Como casei somente a 1 mes, ainda nao consegui criar uma rotina, ainda estou me adaptando a esse novo mundo... Concordo plenamente com o texto. Adoro a minha independencia, ter o meu proprio dinheiro, mas nos mulheres tb temos muitas responsabilidades em casa - as que tem filhos, entao nem se fale. Se nao trabalhasse tenho certeza que teria mil atividades ao longo do dia.

    Eu tb colei na lavanderia um papel para tirar as duvidas. rsrs

    Nao fiz o cha de cozinha, e hoje estou comprando tudo do jeito que quero e que na minha opiniao eh o melhor.

    Bjs

    ResponderExcluir
  17. Daqui, do fundo do "calabouço da solteirice aguda", me identifiquei horrores com esse texto. Menos na parte do "nasci para servir", que eu acho que não. Mas no resto...
    Não tem bons homens "no mercado" pra pelo menos, né?, ter uma relação bacana. A gente (eu) só encontro inúteis, sem ambição e galinhas. Sempre tenho de fazer tudo sozinha, pagar tudo sozinha, brigar com o mundo sozinha. E todo mundo acha o máximo.
    E eu querendo férias da minha vida, louca para encontrar o tal príncípe e cuidar do meu lar.
    Que coisa, né?

    Ui, desabafei.
    Beijo

    ResponderExcluir
  18. Aii muito obrigada pelos pitacos que deu la no blog!
    Ajudou bastante!

    Nao tinha pensando em fazer um armario em cima da bancada no lugar do porta copos, que otima ideia a sua! Adorei, vou conversar la na loja pra ver como eles podem fazer!
    Quanto a pedra, vou comecar procurar umas entao ne? É sempre bom ouvir a opiniao de quem tem mais experiencia que nos! (ja que é meu primeiro apertamento)

    E o modelo do ferro, ja está anotado!
    Obrigada mesmo
    bjosss

    e uma otima quarta-feira!

    ResponderExcluir
  19. Olá, gosto muito do seu blog. Você é Portuguesa? Mora em portugal ou no Brasil? Encontrei o texto aqui: http://paula-artenavida.blogspot.com/2011/06/desabafo-de-uma-mulher-moderna.html , mas não sei se este foi o primeiro Post com este texto... Quando ao conteúdo, posso te dizer que não gostaria de ser Amélia, sem ter um rendimento próprio, pois já estive desempregada durante mais de três meses e não tinha "permissão" para comprar NADA para mim: "porquê? não precisas! Estás em casa!". por isso trabalho e ganho o meu dinheiro. Divorciei-me e agora posso comprar para MIM o que quiser sem ter alguém a criticar-me constantemente! Tenho LIBERDADE, o que não tinha quando era casada! Agora posso cuidar de mim, como gostava! Claro que gostava de ter mais tempo, mas sempre vou arranjando algum. De vez em quando vou a um workshop, tiro um mini-curso, etc... É a vida ideal? Não sei, mas pelo menos não sou tratada como um objecto ou como uma criada! Sentia que não servia para nada a ñão ser para cuidar dos filhos, da casa, do marido e TODAS as outras mulheres eram melhor do que eu! Cansei! Se só servia para isso, se não servia para irmos de férias os dois a sós, para termos um tempo juntos e namorarmos, então não valia a pena! se pudesse ficar em casa, mas tivesse um rendimento que não dependesse do Homem, então talvez gostasse, mas como era não!
    Helena (Portugal)

    ResponderExcluir
  20. Oi Sra N, adorei o texto, faço das palavras dela, as minhas... lazarenta da feminista que gritou pela igualdade... e kd a igualdade??? Ah nem!!!
    Eu não estou trabalhando fora no momento e qdo estava achava a rotina extremamente cansativa tb...
    Bjim e boa semana

    ResponderExcluir
  21. Ser Amélia seria ótimo se tivesse um cartão de crédito com um limite razoável ao meu dispor... Estou Amélia ´forçada' (desempregada), e digo: Graças a Deus que é temporário. Sabe o que acontece? Adoro ficar em casa, fazer os afazeres domesticos, cuidar do marido... mas odeio a falta de grana, a liberdade de comprar o que quero. :/

    ResponderExcluir