Sempre Assim!

3.10.11 •♥ Sra. N ♥• 30 Comments

Essa postagem será um desabafo... e uma sondagem...rs

Puxa uma cadeira, vamos bater um papo, me escute primeiro (leia por favor) e depois me fale de você ta?

Liga o som, a trilha sonora para esse papo é Jota Quest, Sempre Assim.



Será eu a única mulher incomodada por trabalhar de 9 a 10  horas todos os dias?

Veja bem, não estou reclamando! estou comentando. Todos os dias, de segunda à sexta, a rotina é a mesma (odeio rotina). Relógio desperta as 6hs, eu brigo com o sono até 6:30 - Já tentei despertá-lo às 5hs achando que ganharia mais tempo em casa (pelo menos de manhã) mas não consegui seguir essa disciplina.

Levanto, jogo uma água no rosto, vou preparar o café da manhã.

Pico maçã e banana pra comer com granola e iogurte, coloco 4 fatias de pão de forma na torradeira, levo para mesa, suco, requeijão, nutella. Quando não brigo com o despertador por meia hora, e levando as 6hs, até preparo um ovo quente também.

Troco água da Cora, coloco comida em seu pote, troco o jornal do xixi, e lhe dou o remédio que ela toma todos os dias para articulação e problemas de coluna.

Acabou o café. Recolho (ou Sr. N o faz) a louça pra judite Lavar ou  pré lavar. 

Escovo dentes, desodorante, perfume, coloco a roupa para trabalhar, e vamos embora. Quase sempre atrasados.

Meu horário de entrar no trabalho é 8hs, mas nunca consigo estar nele antes das 8:20. Trânsito, chuva, e nosso atraso matinal me impede disso.

Apesar de trabalhar com a mesma atividade (licitação pública) faz mais de 15 anos, continuo falando que eu gosto do meu trabalho. 

Pois bem, fico no escritório, das 8:30, até normalmente 18hs, tenho um intervalo para almoço de 1 hora. Mas às vezes as coisas não me permitem sair as 18hs e fico mais 1 horinha no escritório.

Vou para casa, se for de carro, lindo! em no máximo 30 minutos estarei no lar doce lar. Mas se for de ônibus, pode colocar 1 hora e meia para chegar.

Ou seja, dificilmente estou em casa antes das 20hs. Quando chego tenho o jantar para finalizar (sempre deixo algo pré pronto), é o tempo de colocar uma roupa para lavar, passar uma vassoura, limpar algo, fazer algo do meu "CORNOgrama" semanal para cuidar da casa.

Recolher a louça do jantar para judite lavar, ou guardar primeiro a lavada da manhã. Estender roupa, tomar um banho, e se não tiver nenhuma encomenda do Chica para finalizar, e-mail de encomenda para responder, orçamentos, é o tempo de programar uma postagem para o blog, tomar um banho e aproveitar a cia do marido pois amanhã começa tudo novamente, e se eu olhar no relógio já são quase meia noite e não fiz metade das coisas que gostaria de ter feito!

Fora claro, noites que esteja com cólica, ou com enxaqueca (sofro delas desde criança), nessas noites nada rende, nem jantar. Pego algo pré pronto do freezer (feito por mim ou do supermercado), Sr. N come lanche, ou chamamos uma pizza, pq nessa noite só quero banho e cama!

Às vezes eu deixo comida pronta para pelo menos dois jantares, com isso ganho uma noite com uma janela de tempo para me cuidar, me divertir ou ficar mais com meu marido.

E faço uma pausa nessa conversa, para falar, que ele (Sr. N) me ajuda muito! É do tipo que coloca roupa para lavar, passa, limpa piso, etc...

Durante o horário de expediente, por vários momentos eu imagino, se estivesse em casa, já teria estendido roupa, limpado casa, trocado roupa de cama....

E volto no tempo, quando comecei a trabalhar meio período (à tarde), pois a parte da manhã eu fazia o Curso Técnico de Publicidade, quando computadores não facilitavam tanto nosso dia, e a rotina do escritórios era só formada por papéis, telefonemas, fax, telex (é eu sou da época do telex), máquina de escrever, Internet nem existia, estávamos começando a engatinhar com a BBS. E não estou falando da idade da pedra! não estou na terceira idade ainda. Estou falando dos anos 90.

Esse tempo se justificava mesmo que um funcionário tivesse que entrar as 8 ou 7hs da manhã e ficar até 17 ou 18hs. E hj? isso é mesmo necessário?

Na minha rotina e na minha atividade eu acho que não. Conseguiria fácil chegar no trabalho as 9:00 e sair às 15hs. 6 Horinhas seriam mais que suficientes para eu preparar documentação dos processos de trabalho, responder os e-mails, enviar outros solicitando as coisas que necessito, passar fax, atender telefonemas de pendências, fazer ligações, arquivo, pagamentos, enfim... (Alguém fala isso pro meu chefe por favor?!)

Com isso, sobraria mais tempo pra mim, pra nós, pra casa...

Já tive momentos piores, mais corridos, trabalhava das 8 às 18, depois corria pra faculdade, então dormir nessa época era luxo! chegar em casa depois da aula, ainda era preciso estudar, fazer trabalhos, final de semana passava que eu nem aproveitava. Por sorte esse momento de estudos, ainda não tinha casa para cuidar. Se tivesse sinceramente não sei se teria dado conta. 

Nesse momento, faço outra pausa para dar um viva e bater palma as mulheres que já são mães, trabalham fora, cuidam da casa, e ainda estudam. Vocês são guerreiras!

Adoraria algumas mudanças na minha rotina, mais qualidade de vida, chegar em casa até 16hs, ter tempo de preparar um jantar saudável, cuidar da casa, fazer uma atividade física e ficar menos estressada, ver um filme na TV, brincar com minha cachorra, ver os amigos, família.

Pois a semana é tão, tão corrida, que quando chega o final de semana, não posso ser egoísta, é o final de semana que posso passear, mas tb é nele que posso ver meus pais, sogros, amigos, receber visitas, e também fazer criações do Ateliê, artesanato, e dar um trato melhor na casa (jogar água na cozinha, banheiros...), compras, cozinhar mais...

Não estou desejando virar dondoca, e não trabalhar mais fora. Não é isso!

Apesar de não ter apoiado o movimento de quando queimaram o sutiã pedindo igualdade entre homens e mulheres. (Eu seria uma ótima dona de casa que não trabalha fora). Eu gosto do meu trabalho, e não nasci para COÇAR, preciso de atividade, mas gostaria de um pouco mais de tempo! tempo de sobra para aproveitar mais a vida.

É pedir muito?!

E vc? está satisfeita com sua rotina? obigações? trabalho?

Estou exagerando nas minhas comparações? e nos desejos de menos horas de trabalho e mais satisfação?

Vem cá, conta pra mim! como é sua rotina? como é sua vida? Estou curiosa e esperando comentários.

30 comentários:

  1. Oi Sra. N !
    Hummm...eu não sirvo de parâmetro para sua pesquisa, pois não trabalho fora. E mesmo sendo dona de casa não sou daquelas que fica por conta da casa o dia todo. Ultimamente minha rotina está mudada por causa da reforma do outro apê, onde faço vistas quase toda manhã, às vezes saio para comprar material etc.
    hoje emdia até gosto da rotina, não de fazer tudo igual, mas ter uma base do que costumo fazer, tipo dia de supermercado, dia de feira, dia de pagamentos em banco, assim fica mais fácil de organizar.
    Olha só vou dizer que apesar de não trabalhar fora, tem dias que eu também acabo deixando coisas por fazer, parece que o dia não rende.
    espero ter contribuido de alguma forma.
    Beijos, Renata
    palpitandoemtudo

    ResponderExcluir
  2. nossa.. minha querida rotina.. ta me deixando acabada menina... já ate escrevi isso no meu blog... é mega complicado trabalhar e cuidar da casa.. e imagina quando os babys vierem.. meu Deus
    bju

    ResponderExcluir
  3. Faço das suas palavras as minhas.
    Cheguei a fazer um post sobre isso há alguns dias.
    Queria taaanto um trabalho em que eu ainda tivesse um tempinho para casa e família...
    Beijos para vc!!!

    Lívia - recemcasadissima.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Então...se eu pudesse eu alertaria aquela mulherada que não tinha nada a ver queimar sutiã, ficar em casa é muito melhor...ehehe.

    Brincadeiras a parte, eu concordo muito com você. Essa rotina de o dia todo na rua, trabalhando, indo a reuniões e etc é massacrante pra nossa vida fora do trabalho.

    Eu vinha nessa vida há 5 anos, antes era a faculdade, o estágio e a casa (já morava sozinha), depois o trabalho o dia todo, o marido e a casa. E há 2 meses eu pifei. Tive uma crise de estresse de não conseguir andar, ficar com todos os músculos paralizados, o coração acelerado e uma imensa vontade de fugir e medo de tudo.

    Nesse momento gostaria de dizer que parei, mas só diminuí, e isso já fez uma imensa difrença na minha vida. Sou jornalista e trabalho em uma ong, consegui adequar meu horário e fico aqui no escritório das 8:30 às 13:30, e se tenho alguma demanda urgente ou mais importante, trabalho a tarde, mas de casa.

    Curto mais meu cachorro, tenho mais prazer de estar em casa com meu marido, pq antes casa era sinonimo de dormir. Eu chegava tão mentalmente exausta que só tinha vontade de dormir. E no final de semana não tinha ânimo sequer de fazer uma comidinha diferente, ou sair pra pegar um cinema ou qqr coisa assim, só desejava dormir, descansar... Eu tava triste, deprimida, desanimada. Precisei mudar, sabe? E te digo, apesar de o salário diminuir um pouquinho, saúde e qualidade de vida não tem preço, e não falo da boca pra fora...

    Afinal, o que eu ganhava a mais gastava em comida pronta, remédios...

    E já combinei com meu husband, que qdo tiver bebê, quero vê-lo crescer, quero ter o luxo de acompanhar meus filhos, os passos, as palavras, as descobertas...então desde já to aprendendo a abrir mão de algumas coisas e me disciplinando para trabalhar em casa, na minha profissão o home office é um sonho!

    E aqui foi isso, acho que desabafei tbém, né?rs

    Ah, e queria comentar só mais uma coisinha... Lá em casa paramos de falar "meu marido me ajuda". Pq de verdade ele não ajuda, a casa é dos dois, o trabalho é dos dois, então faz parte do "ser casados" participar de todo o processo da vida a dois, inclusive o da faxina. E olha, quando a gente consegue interiorizar isso de verdade, o dia a dia da casa fica muito mais leve, divertido, sério mesmo!

    E respondendo sua pergunta final: não, não é pedir muito...ehehehe

    bjs

    ResponderExcluir
  5. Oi flor, saiba que te entendo e muito!
    Já fui funcionária pública, conheço essa rotina, dias corridos, casa com muito pra fazer e sem tempo pra colocar em dia, e eu ainda acrescento os filhos que com uma rotina dessas ficam de lado sim!
    E a gente se culpa horrores, quer ver qdo ficam doentes e vc leva ao médico e ele vira e te diz:
    -Mãe o problema dessa garganta sempre inflamada é o horário que essa criança fica exposta de manhã, se tiver como mudar essa rotina ela vai melhorar...

    E aí pergunto o que vc faria?
    Tenho dois filhos, com a minha filha de 7 anos que é a mais velha sempre trabalhei fora, não sei se tive azar ou sei lá, mas te digo que nos primeiros 4 anos de vida dela que foi o tempo que trabalhei, com 2 anos ela teve infecção bacteriana no intestino, (chegaram a achar que era leucemia), ficou 10 dias internada, 6 meses depois teve que ser operada as pressas de apêndicite supurada mais 11 dias internada, 1 no depois teve o tímpano rompido por uma infecção gravíssima mais 7 dias de internação, fora as dores de garganta crônicas e que só acabaram qdo fez cirurgia e suas amígdalas foram retidas...

    Meu horário de trabalho era o problema, trabalhava das 7h da manhã há 1h da tardem meio período súper legal e talz, mais tinha que acordar as 5h da manhã e com uma criança junto porque pra mim poder trabalhar tinha que deixar ela na escolinha...

    Enfim me dei por vencida qdo engravidei do segundo filho, imagina tudo isso se repetir? Preferi não correr o risco, pedi exoneração do cargo, minha decisão só se reafirmou ainda mais qdo marido mudou de empresa pra um trabalho bem melhor remunerado mas que exigia viagens constantes, e eu com dois filhos trabalhando fora?
    Não deu pra mim!

    E olha não me arrependo, meu filho é súper saudável, nem gripe ele pega, fico com eles em tempo integral, minha filha melhorou de tudo, são hoje crianças súper saudáveis graças a Deus!
    Eu hoje respiro aliviada poe essa época ter passado e não sinto falta de nada, nada mesmo!!!

    Se sou dondoca, imagina! Quem dera!!!
    Cuido da minha casa sozinha, de duas crianças, meu marido só fica em casa nos fins de semana e eu mau tenho tempo de sentar durante o dia, mas sou feliz, estou na minha casa, eu dito as regras...

    Mas enfim cada um, cada um, não é mesmo, sei que nos dias de hoje os casais chegam a optar por não ter filhos por priorizarem a vida profissional, opção deles, eu não julgo...
    Outros deixam seus filhos em período integral na escola por precisarem trabalhar, infelizmente essa realidade existe, pra mim jamais faria isso, mas entendo que muitos não tem escolha...

    Enfim amiga querida a vida é assim, a gente tem é que ser feliz como ela se apresenta, fazer o que?

    Bjs e fica bem viu?

    ResponderExcluir
  6. Amiga ufa!
    Eu penso igual a vc.
    Eu gosto de trabalhar, preciso ter uma ocupação pq se não meus pensamentos dominam minha mente e dai, eu nem te conto rs
    No meu trabalho eu conseguiria fazer tudo em apenas uma parte do dia, é tudo via computador e resolvo rapido, como sou funcionaria publica enrolo bastante e aqui tem bate papo a toda hora. Acho que hj é tudo tão mais facil de se resolver e a cada dia trabalhamos mais e mais.
    Eu tenho tanta coisa pra fazer no meu ap que as vezes tenho a sensação de que nunca vou deixar ele realmente como eu quero, isso muitas vezes me frusta.
    é dificil amiga, agora vamos nos reunir mulhereda na praça e queimar esse sutiã pra ficar em casa por favor!!
    Mulher não é o sexo fragil?! entao rsrs

    Aiii vou parar de sonhar, espero que esse post renda pano pra manga, quero ver o que as mulheres pensam!

    Bjo Bjo

    ResponderExcluir
  7. Ola
    olha que semanada é essa hein..
    vixii
    olha a minha tambem era assim..
    trabalhava em um shopping de segunda a segunda, domingo feriado nunca tinha tempo pro namorado e familia nem mesmo pra estudar a faculdade eu ia empurrando..
    quando casei sai do serviço e hoje sou dona de casa estou de ferias até fevereiro quando vou começar a dar aula, espero que minha rotina ajude, é bom ter tempo pra respirar...
    amei o post...
    beijos

    ResponderExcluir
  8. Oi flor, tudo bem ?
    ADOREI o post !!!
    Eu também estou esatressada com essa nossa rotina viu, não aguento mais...
    Eu acordo as 05:00 pra entrar no trabalho as 07:00 da manhã de segunda a sexta, meu horário de saída é as 17:00 mas raramente saio essa hora, normalmente acabo saindo as 18:00, como não tenho carro a jornada de 2 onibus até em casa não é fácil, acabo chegando quase 20:00... ai sempre tem uma louça pra lavar, etc... fora meu filho de 9 anos que está me esperando para comer, fazer lição de casa, mostrar os bilhetes da escola entre outras atividades...
    Mesmo com tudo isso, atualmente a coisa melhorou bastante, afinal até bempouco tempo atrás, depois do trabalho eu ainda ia para a faculdade e meu filhotinho ficava aqui abandonado em casa...
    Vamos ver o que vai acontecer com a minha rotina daqui a dois meses depois do casamento na casa nova !!! #aimeudeus...

    1000 beijos.
    http://apartamentoecasamento.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  9. Gostei mto do seu post, sua rotina bem diferente da minha!
    Sou dona de casa, mas meu marido ainda ajuda em algumas tarefas. Ele sempre deixa o cafezinho pronto, e no fds lava uma louça, arruma a cama.
    Tbm sofro dos seus males, colica e fortes dores de cabeça, nestes dias agradeço por poder ficar quietinha em casa. Meu marido é compreensivo, tbm come lanche sem reclamar.
    Sei que teriamos mais coisas materiais se eu trabalhasse fora, mas decidimos ter menos grana sobrando e ter uma vida a dois mais tranquila.
    Gosto de poder esperar por ele em casa e estar bem disposta pra tudo.
    Mas caso precisar eu volto a luta, por enqto estamos bem felizes assim com nossa decisão.
    Beijos doces de uma dona de casa que as vezes é flexada com o preconceito contra as donas de casa, rs!

    ResponderExcluir
  10. Ai ai.. concordo com você que poderiamos trabalhar menos
    Estou tão cansada da minha rotina diária.
    Queria ter mais tempo pra estudar, aprimorar um hobbie, ter mais tempo pra casa...

    ResponderExcluir
  11. uhuuuu... aleluia! Foi uma peregrinação pra arrumar isso e poder comentar...hehehe
    Primeiro quero falar da louça da branca, que eu super concordo e como viu, comprei lá pra casa.
    Sobre esse post, acho difícil encontrar alguém que não se sinta assim. Tempo virou um luxo, tão difícil quanto dinheiro...rsrsrs.
    Saio de casa antes das 7:00 e só volto depois das 20:00. Quando estou na facul, só depois das 22:30. Alguns dias trabalho até tarde e só chego em casa quase de madrugada. Tenho um blackberry da empresa, então fico ligada 24h, o que eu ODEIO. O Leandro é igual (na verdade pior). Por isso quando temos tempo viajamos, pra carregar as energias, senão a gente surta. Estou tentando simplificar minhas obrigações ao máximo e a reduzir minha jornada de trabalho pra estar em casa por volta das 19:30. Sem dúvida é um grande desafio não deixar a peteca cair em nenhuma área da nossa vida... que cansa, cansa!

    Beijos e vamos que vamos...

    ResponderExcluir
  12. Ando um caco!

    Casa, trabalho, faculdade e Noivorido! Fora o apartamento novo dando dor de cabeça e a cerimônia de casamento...

    Se isso vai te fazer mais feliz, vc não está sozinhaaaa!!! rsrsrsrs

    ResponderExcluir
  13. Olá Amiga

    De uma pausa em tudo e venha relaxar um pouquinho em meu espaço.
    Venha participar do SORTEIO DAS PARCERIAS, só falta vc...

    Bjooooooooooooooo.....................
    www.amigadamoda1.com

    ResponderExcluir
  14. Oii
    Eu acho que a maioria de nós nos cobramos muito mesmo.
    Sua rotina é puxada, mas a maioria das pessoas têm uma rotina assim. Talvez o segredo seja não se cobrar tanto...
    Aqui em casa nós temos o seguinte trato: a única prioridade é a louça, mas o resto é resto, quando der a gente faz.
    Espero que você consiga desligar o 220v que existe aí dentro...
    Xero!

    ResponderExcluir
  15. eh gata a vida nao eh mole nao!!! nao sei pra que queimaram sutian!!! rsss

    depois q nos mudamos pra manaus a vida desacelerou e muito, me dei um ano de ferias, e decidi concluir minha faculdade. mas faz falta trabalhar sim viu!
    uma coisa q eu fiz questao de colocar ate pela minha saude, foi uma faxineira semanal...nossaaa da um alivio total!nao quero mais saber de outra vida...e combinei com ela de q as coisas eu organizo do meu jeitinho! nossa muito menos trabalho e mais paz na minha mente!! pensa nisso!eh um bom investimento!

    nao eh pedir demais nao, mas tudo depende das nossas prioridades neh?
    bjusss

    ResponderExcluir
  16. Ontem eu li seu desabafo mais não tive tempo de comentar...te entendo completamente!
    A correria é tanta que não tenho o tempo que gostaria para mim. Só limpar, lavar, passar e quando eu vejo já esta na hora de dormir e eu não assisti um filme, não levei meu cachorro para passear e muito menos namorei meu marido.
    E para ajudar só um pouco eu não gosto do meu trabalho, mais preciso dele!!
    Estou cansada, estressada e meio perdida até. O bom que semana que vem eu tiro férias e vou poder colocar as ideais no lugar, descansar e decidir o que farei da minha vida, uma coisa eu sei, dona de casa eu não vou ser! Não sei ser sustentada por ninguém, me sinto inútil!!
    Seu desabafo foi bom até para mim! Parece que fui eu que desabafei!!

    Beijos

    ResponderExcluir
  17. Aiii,o meu caso é bem parecido com o da Jana,tenho dois filhos e com o primeiro tbm trabalhava fora e só vivia em médico com ele doente,então na segunda gravidez ,marido disse para mim sair do meu emprego e "ficar em casa"...mais ou menos..é que ele tem comércio e pediu para mim trabalhar com ele,resultado filha tbm foi pra creche e eu fiquei com tripla jornada...dona de casa,assistente comercial,mãe e ainda pra me complicar resolvi retornar a faculdade,detalhe em outra cidade com saída em horário de rush...resultado stress absoluto,tudo pela metade,culpada e infeliz.
    o que fiz???
    tranquei a faculdade novamente
    pedi para marido me liberar meio período para cuidar da casa e uma hora a tarde para fazer academia
    A noite fica total reservada para a família e os finais de semana são prioridades tbm
    Ganhei um pouco de qualidade de vida,mais ainda sinto falta de estudar,na verdade é o que não me deixa 100% realizada,mais aprendi que tudo é uma questão de tempo e tem que ter paciência!!!!
    é isso minha amiga...se vc achar alguma solução ou quiser alguma ajuda é só pedir que estou aqui sempre!!!!beijocas

    ResponderExcluir
  18. Nossa rotina é frenética mesmo, também trabalho, cuido da casa e ainda tenho um horário pra academia. Não é nada fácil.
    Tenho pensado muito nessa rotina e na falta de lazer. Estive no Rio esse final de semana e observei que lá as pessoas aproveitam mais a vida, cumprem a sua rotina mas tem tempo para o lazer, além eles tem muitas opções de lazer, o que pelo menos aqui em SP não temos muitas opções simples como um lugar para um passeio de bike, um parque segoro para andar etc.
    É triste ver que nossa vida tem se resumido a trabalho.
    Um beijo e boa semana,
    Lets

    ResponderExcluir
  19. Amiga, o pior é peder tempo no trânsito e ficar coçando no escritório quando não tem nada para fazer, por isso eu digo, amo trabalhar em casa.

    Bjs

    ResponderExcluir
  20. Só tenho uma coisa á dizer:
    Estamos todas no mesmo barco!
    Acordo ás 5:00 pra pegar no trabalho ás 8:00.
    Todo dia uma viagem enterna, trânsito...
    Ida e volta é assim, meu trabalho é tranquilo, mais a viagem é dura! De seg á sexta, graças á Deus hoje é assim pq já trabalhei de seg á seg, sem folga durante meses.. =(
    A vida passa tão rápido, que ás vezes me deprimo. Ando muito cansada, meu dia não dá pra nada e sei que a tendência é só piorar. Logo logo, vem a mudança pra casa nova, os filhos.. e como vai ser? Ai não quero nem pensar.
    Simplesmente meu sonho é SER AMÉlIA do LAR. E qual o problema disso? Não sei o pq das pessoas terem preconceito.
    Acordar, tomar um belo café da manhã, arrumar a casa, fazer um belo almoço, cochilar após o almoço, fazer crochê, sentar na varanda e pegar o solzinho da tarde, após ver um filme, sair para passear com o cachorro, tomar um banho e ficar linda esperando o marido chegar do trabalho e enchê-lo de beijos e abraços... e por aí vai! Só coisas que nós mulheres precisamos para ser feliz.
    É amiga.. vc não está soozinha NUNCA!
    Bjos

    ResponderExcluir
  21. meninas!!
    sabe que algumas vezes já senti vergonha em dizer que NUNCA trabalhei, principalmente quando era mais nova, mas hoje sei que minha vida é praticamente perfeita, e que na verdade muitas das pessoas que me "olham atravessado" por isso, no fundo tem uma certa inveja. Sou muito bem casada, meu marido é super trabalhador e ainda adora ajudar em casa, não temos dinheiro de sobra e sei que se eu trabalhasse, financeiramente as coisas melhorariam, mas a que custo? pelo que pude ler, muitas de vcs estão estressadas, sem disposição e sem tempo pra curtir muitas coisas da vida, o que de acordo com a rotina que levam é perfeitamente justificável. Sinto falta de independência financeira, apesar de meu maridão ser super tranquilo e não questionar meus gastos, aliás, aqui em casa quem administra o $$ sou eu.
    Realmente percebo que algumas vezes reclamo "de barriga cheia", ao tempo em que vocês se sacrificam diariamente, eu fico em casa, durmo até a hora que quero, bato perna pra todo lado, tenho todo o tempo do mundo pra mim mesma, afinal não tenho filhos e maridão só retorna pra casa as 17horas, posso passear, ir a praia... lendo este post e estes comentários tenho que admitir que minha vida é praticamente um conto de fadas (tirando a parte da celilite! rsrsrs).
    Só posso desejar sorte e que a rotina de cada uma melhore de acordo com o desejo de cada uma.
    bjs

    ResponderExcluir
  22. Ufa...que alivio

    não sou só eu que perco hora todos os dias...
    que fico imaginando o que poderia ter feito se estive em casa...
    que tenho que deixar comida pré pronta....

    não sei vc..mas é por isso que quero ser Dona de Casa..quero muitooo...sempre quis...

    imagina quando tiver filho... aiai

    Bjssssssss

    ResponderExcluir
  23. Ainda bem que você estudou publicidade mas não trabalha em uma agência de propaganda porque em agência só tem horário para entrar mas não tem horário para sair, 20h, 21h, é cedo ainda. E no dia seguinte, no máximo às 09h temos que estar na batalha.

    A vida é difícil,também gostaria de mudar muitas coisas e olha que ainda nao sou dona de casa!

    beijo!

    ResponderExcluir
  24. Ola
    acabei de conhecer seu blog através de uma amiga!
    sou fã daquele texto que postou após esse desabafo...e lhe faço uma sugestão, vamos fazer um novo movimento e queimar sutiãs? rs
    quem sabe não ganhamos melhor trabalhando menos, seria ótimo não é?!
    tem dias que daria tudo para ser uma "Amélia" mas...varias coisas em jogo, muita coisa para realizar e conquistar ainda!
    Bom desabafar não é?!
    gostei do seu blog, voltarei!
    bjinhus

    ResponderExcluir
  25. Antes reclamava pra caramba da minha rotina, ha 2 meses descobri um cancer e to afastada, ai ja viu ne...aiaiai saudade do trabalho rsrs
    ironia
    bj
    irleyse

    ResponderExcluir
  26. Simplesmente adorei o texto! Me vi inteiramente nele, mas acrescentaria dois filhos carentes, e um sentimentozinho de culpa de não ter todo o tempo para eles! Jamais deixaria meu trabalho,mas meu sonho de consumo é trabalhar 04horas diárias, ganhando o justo por ele. Tenho planos futuros de largar esse vínculo empregatício escravo, morar no campo e apenas clinicar duas vezes por semana!
    Ainda chego lá!
    Parabéns pelo texto.
    Gdbeijo

    ResponderExcluir
  27. Apesar de não estar no seu lugar e nunca ter passado por isso, eu consigo compreender sua frustração, afinal, os dias passam tão rápido que não dá tempo de fazer nada, e tem o fato de nós mulheres sermos paranóicas por natureza, rsrs

    Eu trabalhei desd os meus 14 anos, sempre tive meu dinheiro e fui independente. Mas eu sempre soube que quando fosse mãe, eu ficaria em casa com meus filhos. Não sei porque, mas isso era muito forte em mim.
    Quando me casei ainda trabalhava fora e 5 meses depois engravidei. Fiquei radiante e já tinha avisado meu patrão que eu não voltaria mais ao meu cargo, eu seria mãe em tempo integral e como eu estava ansiosa por essa etapa na minha vida.
    Foi minha melhor decisão! Eu me descobri uma super mãe, daquelas que torna a troca de fralda uma diversão. Eu dei todos os banhos, preparei todas as refeições do meu filho, cantei para ele dormir.
    Tirando a limpeza da casa, cozinhar, passar roupa e essas coisas obrigatórias, a minha vida não poderia ser melhor.
    Durante um tempo eu sofri com o fator financeiro. Meu marido ganha bem, por isso fico em casa, mas não ter o meu dinheiro, ganho por mim, mexeu um pouco comigo, tinha alguns dias de melâncolia, mas que logo passavam ao ver meu filho andar pela 1° vez, falar...eu vi tudo, rsrs
    Dinheiro nenhum paga por essa experiência.
    Agora tive meu 2° filho e aproveito bem os meus dias. Faço pipoca para ver um filminho com eles no sofá, vamos brincar com o cachorro no quintal nun dia quente e posso até levá-los ao shopping em plena Terça-feira.
    Se sou dondoca? Imagine, já viu dondoca limpar banheiro? Acho que não, ahaha
    Portanto quando analiso como seria minha vida com 2 filhos e eu fechada em uma escritório o dia todo, eu olho para minha vida e agradeço a Deus (e a mim!) pela minha escolha.
    Até porque a gente pode trabalhar e estudar qualquer fase da nossa vida, mas a infância dos meus filhos, só vai acontecer uma vez :)
    Xiii, falei demais e o cometário ficou enorme, rsrs
    Bjs

    ResponderExcluir
  28. Oi!!! Estou acompanhando seu blog há algum tempo e me divirto com seus posts!!! Minha vida e personalidade é parecida com a sua, então quando leio, parece que sou eu falando!!! heheheheh
    Tb passo pelo mesmo dilema de vc! Gostaria muito de trabalhar 6 horas por dia. Ainda ter meu dindin mas ter um pouco de qualidade de vida!
    Hoje em dia vc mal pára para respirar... é correria para todo o lado.
    A noite quando chego em casa ainda preciso acompanhar os deveres da minha filha e dar um pouco de atenção... pois passamos o dia todo separadas :(
    BEijos para vc

    ResponderExcluir
  29. Você está certíssima! Vive falando isso para o meu marido, eu amo trabalhar, mas se eu assumisse o papel de dona de casa nossa vida seria bem melhor, alimentação melhor, casa limpa e cheirosa, roupa passadinha...essa nossa vida acaba com a gente, credo! Ele concorda comigo, disse que me apóia, mas eu não gostaria de parar de vez, e sim diminuir o ritmo, como você mesma disse. Falta tempo, sobra stress e cansaço.

    Bjs!

    ResponderExcluir
  30. Estou passando por uma fase muito complicada, tenho 3 filhos com 15 anos, 05 anos e 02 anos, trabalho de 08 as 18 de seg a sex e sab ate 12, nao aguento mais, tem dias em que acabo chorando, pq me sinto culpada e infeliz, meu marido "ajuda" mais quando falo em parar de trabalhar ele disconversa, sinceramente gostaria de sumir e hj é um desses dias, estou escrevendo com lagrimas nos olhos, quero ir pra minha casa colocar minhas coisas em ordem, brincar com meus filhos, dormir depois do almoço,tenho uma rotina estressante e estou sem ferias a mais de 02 anos, sempre negocio, pq preciso do dinheiro, sonho com a faculdade de gastronomia, nao tenho tempo de estudar, quero fazer cursos nao tenho tempo, se fico doente nao posso faltar trabalho pq se nao o tel de casa nao para de tocar, meu chefe é chato e exigente pra ele funcionario nao tem familia, nao pode ficar doente, e nem tem vd propria. Obrigado pelo espaço, precisava desabafar. Bjs!

    ResponderExcluir